Jornal do Comércio: Como chegamos aos 200 mil likes no Facebook

O texto abaixo foi produzido para o Jornal do Comércio e publicado originalmente na noite de quinta-feira, 22 de outubro, na conta do jornal no Medium.

O momento é especial para nós aqui no Jornal do Comércio de Porto Alegre. Atingimos a marca de 200 mil seguidores no Facebook, o que não é pouco para um veículo de comunicação segmentado, que tem tiragem média de 25 mil exemplares e que sempre apostou no compartilhamento orgânico para crescer sua base de fãs.

A jornada até aqui foi longa. Começou em setembro de 2010, na base da tentativa e erro. (E teve muito erro). Inicialmente, como muitos outros veículos da época, tratamos o Facebook como mais um canal para compartilhar o conteúdo do jornal. (Este aí acima é o nosso primeiro post e a prova de que não começamos lá muito bem é o fato de que o único like nele foi feito pela minha esposa 😛 ).

Mas com o tempo aprendemos!

E soubemos aproveitar aqueles áureos primeiros anos de Facebook no Brasil, quando o Mark Zuckerberg ainda era generoso e nos garantia bons índices de compartilhamento com nossa base de fãs.

Aprendemos observando não apenas os outros jornais, mas em especial como as lovemarks se comportavam na rede social, e que para se destacar ali era preciso se comunicar de outra forma. E também que poderíamos ser mais efetivos na mensagem. E ainda que poderíamos atingir outros públicos no Facebook, interessados em conteúdo de qualidade, mas que não eram necessariamente os nossos tradicionais assinantes.

Entendemos também que as redes sociais não são apenas canais para divulgarmos notícias. É antes de tudo um espaço de relacionamento.

Em termos de jornalismo, virou um desafio para nós reempacotar o nosso conteúdo (às vezes tão formal, como se espera de um jornal de economia e negócios) e buscar novos enfoques, novos ângulos para a mesma notícia.

Foi aí que ficamos viciados no Facebook. E passamos até a competir entre nós para emplacar likes, comments e shares. (Claro, sem perder de vista que falávamos em nome da marca Jornal do Comércio, e sem nunca esquecer nossos valores profissionais).

Coube ao meu colega Mauro Belo Schneider emplacar nosso post de maior sucesso, repercutindo uma declaração do deputado Tiririca.

Eu até consegui mais likes, apostando no desapontamento do Joaquim Barbosa durante o julgamento do Mensalão. Mas o Tiririca teve mais shares.

Como vocês podem ver, gostamos de postar fotos, aplicar texto sobre fotos e às vezes apostamos em séries de posts.

Temos em especial grande orgulho de uma série de posts que fizemos para comemorar o aniversário da cidade de Porto Alegre em 2013. A ideia era criar imagens bonitas, compartilháveis, que falassem sobre as coisas que admiramos na cidade.

Ao longo da semana os posts foram mudando, a equipe que cuida do site pela manhã foi buscando outros caminhos, tentando fugir dos clichês. Eis que, na véspera do dia do aniversário, tivemos um grande conflito na cidade, relacionado a um protesto contra o aumento das passagens de transporte público (sim, aquele era um prenúncio dos protestos de junho).

No dia 26 de março, a equipe decidiu se arriscar. E postou isto.

Foi um post corajoso, oportuno, ousado e que até hoje me dá arrepios. O dia do aniversário da cidade costuma ser marcado por anúncios nos jornais, no rádio e na TV, e coberturas especiais na mídia sobre a cidade, suas ruas e seus personagens. E neste dia nós fomos tão além do senso comum!

(Eu realmente temia pelas críticas, mas só recebemos elogios).

Aprendemos a nos arriscar no Facebook. Às vezes usamos fotos de arquivo e páginas de edições antigas, outras partimos para o humor e, apesar de não termos a cultura da mídia eletrônica, cada vez mais nos arriscamos nos vídeos.

Claro, o Facebook mudou. Mudou muito. Nós também. Experimentamos menos hoje.

E tivemos fases de grande crescimento e outras mais discretas. Mas aprendemos a comemorar muito nossos marcos.

E quando chegamos aos 100 mil likes na página tivemos a felicidade de comemorar em grande estilo, fazendo uma blitz no grande evento do JC, a cerimônia de divulgação dos resultados da pesquisa Marcas de Quem Decide.

Os 100 mil likes, e agora estes 200 mil likes, e o que vier daqui para a frente é fruto de uma conquista coletiva. É a celebração do trabalho de uma equipe que se desdobra na tarefa de não só produzir um noticiário sério, mas também focada na comunicação digital com o público leitor, onde quer que ele esteja, seja em no canal que for.

compartilhe:Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Digg thisShare on Google+0
Paulo Serpa Antunes Escrito por

Jornalista especialista em jornalismo digital. Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da PUCRS. Editor de internet do Jornal do Comércio e fundador do blog TeleSéries.

Seja primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *