IVC: eleições catapultaram acesso aos sites de Estadão, Época, Folha e Veja

Como era de se imaginar, a mais polarizada eleição presidencial da história do Brasil, gerou grande interesse e tráfego aos sites jornalísticos brasileiros. A maioria dos sites auditados pelo IVC e monitorados neste espaço mostrou crescimento expressivo em visitação no mês de outubro de 2018, na casa dos dois dígitos. O destaque ficou com Estadão, Época, Folha e Veja, todos com um incremento de mais de 50% no número de páginas visualizadas.

A tabela abaixo mostra a evolução da audiência dos sites em outubro em relação a setembro de 2018. A métrica escolhida é o número de páginas acessadas de cada site:

veículo set/18 out/18 %
Folha 282.172.717 470.993.508 66,92
Estadão 124.836.539 221.580.213 77,50
O Globo 136.539.120 174.921.476 28,11
Veja 72.821.067 114.661.084 57,46
Extra 108.286.189 103.298.827 -4,61
Exame 45.480.760 65.819.963 44,72
O Dia 60.233.420 59.146.372 -1,80
ClicRBS 48.727.196 47.694.398 -2,12
Valor 30.952.260 39.441.300 27,43
Campo Grande News 21.809.151 31.519.264 44,52
O Tempo 17.294.203 23.871.285 38,03
Época 8.033.872 13.984.487 74,07
A Tribuna 11.200.282 11.658.793 4,09
Época Negócios 3.296.966 4.343.173 31,73
O Pioneiro 3.739.285 4.166.277 11,42
Bem Paraná 2.511.103 3.461.572 37,85
Jornal NH 2.818.695 3.185.421 13,01
Diário Gaúcho 2.490.725 2.678.549 7,54
DCI 1.889.270 2.473.250 30,91

Em outubro o site que mais cresceu em audiência foi o Estadão, com um crescimento de 77,50% nos pageviews. Só o painel criado pelo Estado para apresentar os resultados da apuração em tempo real teve 1,013 milhão de acessos. Com este aumento expressivo, o Estadão volta a superar O Globo (28,02%) como segundo maior jornal em audiência na internet.

O segundo maior crescimento percentual foi o da Época, que conseguiu dar mais um salto em outubro, agora de 74,07%, para 13,984 milhões de visualizações de páginas. Os número da Época na internet, no entanto, seguem sendo praticamente 10 vezes menores que os da concorrente Veja, que cresceu 57,46%. Só no dia 7 de outubro a Veja fez 12,351 milhões de pageviews, praticamente o desempenho da Época em todo o mês.

A Folha por sua vez alcançou a impressionante audiência de 470,994 milhões de páginas visualizadas e 63,864 milhões de acessos únicos. Possivelmente esta é a maior audiência da história do jornal – eu registro comigo números da FSP desde junho de 2016, e até então o recorde anterior que eu tinha registrado aqui era de 310,769 milhões de pv.

O recorde de audiência da Folha no mês foi registrado no dia do primeiro turno da eleição, com 42,844 milhões de visualizações de páginas, seguido pelo dia do segundo turno, com 24,837 milhões de visualizações, e o dia seguinte após a eleição de Bolsonaro, com 18,968 milhões. O quarto dia com melhor desempenho foi o dia 18 de outubro: data em que foi ao ar a polêmica reportagem Empresários bancam campanha contra o PT pelo WhatsApp, de Patrícia Campos Mello.

Diante de toda a pressão de Bolsonaro e sua base de apoio, a Folha saiu fortificada da eleição. É possível esperar que o jornal mantenha este elevado índice de acessos únicos. Já o número de páginas visualizadas deve recusar para bases bem menores.

Os veículos especializados em economia Exame (44,72%), Época Negócios (31,73%), DCI (30,91%) e Valor (27,43%) também cresceram forte com a cobertura eleitoral e o debate em torno das propostas dos candidatos. O DCI, que até pouco mais de um ano atrás tinha audiências inferiores a 500 mil pageviews por mês, atingiu seu melhor desempenho histórico.

Na contramão, a audiência do ClicRBS segue recuando, desta vez 2,12%. As maiores audiências vieram de serviços: caso de uma página para recuperar os números dos candidatos no primeiro turno da eleição na GaúchaZH e da cobertura em tempo real da eleição feita pelo Diário Catarinense. A propósito, uma parcela significativa da audiência dos sites do grupo RBS não veio das eleições, mas do noticiário policial: a cobertura da morte da menina Eduarda Herrera de Melo, desaparecida na noite do dia 21 de outubro.

O Jornal NH também registrou bom crescimento no número de pageviews, também mais focado no noticiário policial. Um perfil dos candidatos ao governo do Rio Grande do Sul foi apenas a 11ª matéria mais vista do site – o conteúdo foi publicado ainda no mês de agosto. O Pioneiro (11,42%) e o Diário Gaúcho (7,54%) também ampliaram seus números no estado gaúcho.

Os dados da Folha da Região, de Araçatuba, não estavam disponíveis neste levantamento e por isto o veículo foi removido da lista este mês. Mas além de Veja, Exame e O Pioneiro, já citados, inseri no levantamento o jornal O Tempo (38,03%) e o portal Campo Grande News (44,52%), ampliando a lista de sites acompanhados para 19 veículos.

Paulo Serpa Antunes Escrito por

Jornalista especialista em jornalismo digital, mestre em Comunicação Social pela PUCRS, com passagens pelas redações de Zero Hora, UOL e Jornal do Comércio. É diretor da Associação Riograndense de Imprensa (ARI).

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *